in

UFSCar e empresas parceiras vão produzir 6 mil protetores faciais por semana em São Carlos | São Carlos e Araraquara


Uma parceria entre a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e empresas da iniciativa privada está potencializando a produção de máscaras de proteção facial face shields. Estão sendo feitos cerca de 6 mil equipamentos por semana.

O novo processo é feito pelo método “injeção”, onde em um molde, coloca-se um polímero que, em pouco tempo, se torna rígido e dá origem ao suporte das máscaras faciais. A produção está sendo doada para profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate à Covid-19.

Pesquisadores da UFSCar criaram novo mode para máscara face shield — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

Pesquisadores da UFSCar criaram novo mode para máscara face shield — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

Para fazer um equipamento de proteção individual (EPI) mais adequado, pesquisadores desenvolveram um novo modelo, mais seguro e confortável.

“Nós fizemos alguns testes e interagindo com os profissionais da saúde, entendemos as reais necessidades para desenvolver nosso trabalho. A partir disso, desenvolvemos um novo modelo, com características diferentes daquelas que a gente tem visto sendo utilizadas em outros locais”, contou o professor Daniel Braatz.

Braatz explicou que as máscaras face Shields foram projetadas em um momento diferente. “Quando a gente pega um projeto que foi pensado para um contexto e aplica para outro, com certeza, ele não cumpre todas as necessidades. O que a gente vive com a questão da covid é que o risco de contágio é muito alto. Então, a gente identificou que aquele vão que existia entre a testa da pessoa que utiliza e a viseira, era um espaço aberto para o vírus, então resolvemos fechar”, disse.

Além disso, os pesquisadores aumentaram o tamanho da viseira para garantir mais segurança para o trabalhador.

Parceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTVParceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

Parceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

Depois do projeto desenvolvido dentro da universidade, o próximo passo foi fazer contato com empresas que trabalham com injeção termo plástico para que os moldes passassem a ser produzidos de forma industrial.

Para serem produzidos em alta escala, os arcos foram usinados para se transformar em moldes de aço. “São varias empresas aplicando toda a sua tecnologia e conhecimento para um bem maior que é salvar vidas e proteger o pessoal que está na linha de frente contra a Covid-19”, relatou o empresário Felipe Dantas.

O professor do departamento de engenharia mecânica da UFSCar, Fernando Aguiar, salientou que a rapidez na produção só foi possível por conta da união de várias pessoas.

“Isso foi um trabalho a muitas mãos, podemos dizer. Tem empresas que promoveram a doação de materiais, outras empresas estão fazendo corte das chapas, a injeção dos polímeros dos moldes poliméricos. Esse movimento em larga escala foi propiciado devido a emergência da situação do combate à Covid-19. Então, nós tomamos algumas medidas emergenciais onde houve menos burocracia e mais foco no trabalho para fazer as coisas acontecer com essa parceria entre universidade e diversas empresas”, relatou.

Parceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTVParceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

Parceria entre UFSCar e iniciativa privada produz 6 mil máscaras por semana — Foto: Rodrigo Sargarço/EPTV

A primeira leva de máscaras produzida foi entregue ao Hospital Universitário da UFSCar. De acordo com a gerente de atenção do HU, Valéria Gabassa, para os profissionais de saúde, cada equipamento que chega é como se fosse um abraço em época de distanciamento social.

“A gente sente esse apoio e quando isso é em escala maior, dá uma segurança maior. A gente passou por esse momento de contar os insumos dia a dia, de ter reuniões diárias para ver como é que estava o nosso estoque, então ver que isso está acontecendo, que chega toda semana, nos dá realmente uma segurança e conseguimos manter a prioridade que é proteger a equipe”, disse Valéria.

Quem quiser doar material para ajudar na produção de máscaras, deve entrar em contato pelo e-mail doecovid@ufscar.br e aroca@ufscar.br.

Hospital Universitário de São Carlos — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTVHospital Universitário de São Carlos — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV

Hospital Universitário de São Carlos — Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV



Ir para fonte da informação