in

Três maiores cidades da região de Piracicaba somam 1,9 mil casos de dengue | Piracicaba e Região


As três maiores cidades da região de Piracicaba (SP) registraram 1.889 casos de dengue em 2020 até o último balanço divulgado. O município com maior número de confirmações da doença é Limeira (SP), que tem 828 casos, um aumento de quase 150% em relação ao mesmo período de 2019.

Conforme noticiou o G1 na época, Limeira tinha 331 casos de dengue até 10 de maio do ano passado. Além disso, em 2020 a cidade já teve um registro de morte pela doença. A paciente era uma mulher de 41 anos que contraiu dengue tipo 1 e morreu em 23 de março.

De acordo com a prefeitura, a mulher tinha uma doença grave. Esse é o primeiro óbito confirmado da doença em Limeira desde 2015.

Por conta da explosão de casos na cidade, a Prefeitura de Limeira, por meio da Divisão de Controle de Zoonoses, promove mutirões de combate ao Arde argypti regularmente. Neste sábado (9), a ação aconteceu nos bairros Jardim Ernesto Kühl, Jardim Lagoa Nova e Jardim Odécio Degan.

O mutirão contou com envolvimento de 110 servidores, entre agentes comunitários de saúde, de controle de zoonoses e de combate às endemias, que fizeram vistoria nos imóveis para eliminação de criadouros e orientação aos moradores.

Agente faz fiscalização contra criadouros da dengue em residência de Limeira — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Limeira

Agente faz fiscalização contra criadouros da dengue em residência de Limeira — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Limeira

Durante os mutirões, a orientação é que a população receba os servidores em suas casas para acompanhar a vistoria que estão sempre identificados com crachá. Também é recomendado fazer uma inspeção semanal em quintais para eliminar e impedir a formação de criadouros do mosquito.

Em Piracicaba (SP) o número de casos não mudou muito em relação ao ano passado. Conforme noticiou o G1, em maio de 2019 a cidade tinha 603 casos. O balanço divulgado nesta sexta-feira (8) pela Secretaria Municipal de Saúde aponta que agora são 600 paciente confirmados com a doença.

Já Santa Bárbara d’Oeste (SP) soma 461 casos, de acordo com a Saúde municipal. Outras 28 pessoas aguardam resultados de exames.



Ir para fonte da informação