in

Shavo Odadjian (SOAD) fala sobre novo projeto: “nem de esquerda, nem de direita”


Foto de Shavo Odadjian via Shutterstock”>
Foto de Shavo Odadjian via Shutterstock

 

O baixista Shavo Odadjian, do System of a Down, está prestes a começar o processo de divulgação de seu novo projeto chamado North Kingsley, mais voltado ao Hip Hop e contando com a parceria de Ray Hawthorne e Saro Paparian.

Falando sobre essa iniciativa ao Good Company (via Blabbermouth), Shavo deixou bem clara qual era a ideia inicial da parte musical, inclusive revelando que haverá elementos do Trap:

A ideia inicial era fazer batidas para outros artistas. Tem uma coisa do Hip Hop, tem batidas de Trap, mas tem as guitarras pesadas algumas vezes. Não é Rap Rock, porque tem Trap lá — só tem alguns elementos pesados. É estranho. É algo novo.

Em seguida, ele explicou como o grupo irá abordar as questões políticas que sempre foram tão presentes nas letras do SOAD:

O Ray chegou e mandou um verso, e eu fiquei, tipo, ‘Porra, cara’. As ideias dele se alinharam com as minhas, as palavras que ele usa. Ele é muito ligado politicamente, socialmente. É meio que a próxima coisa que vem depois do System. O Serj [Tankian] disse muita coisa que eu acredito, e aí eu meio que fui para as minhas próprias coisas. Agora eu acho que essa é uma outra forma. Ele é tão bom, o Ray, ao ponto de que eu posso dar a ele um tópico. Eu fico, tipo, ‘Isso aconteceu comigo na academia outro dia’. E ele pega isso e ele escreve uma música sobre isso, tipo, ‘É tipo assim?’, e eu fico, tipo, ‘Porra, mano’. É uma situação tão boa.

Nós não tomamos partido nessa banda. Nós não estamos tentando ser totalmente de esquerda, nós não estamos tentando ser totalmente de direita, nós não estamos tentando ser nada além de dizer a vocês o que está acontecendo e dizer a vocês as nossas opiniões e as nossas visões sobre o que está acontecendo. É bastante simples.

Você pode conferir o papo na íntegra pelo vídeo abaixo.

Novo projeto de Shavo Odadjian

As músicas do North Kingsley devem ser lançadas de uma maneira peculiar. Shavo revela que está arcando com todos os custos e assumindo a responsabilidade de tudo, inclusive da divulgação — o que implica maior liberdade de escolhas.

Por isso, ele deve liberar as 12 canções já escritas em blocos e aos poucos. Ainda não há previsão de quando chega o primeiro bloco. Vale lembrar ainda que o baixista é um dos que mais expressou sua frustração com a falta de novos lançamentos do SOAD, o que explica a ideia de ir atrás de seu próprio projeto.





Ir para fonte da informação