in

Família denuncia que idosa com sintomas da Covid-19 morreu em leito comum em Santa Inês | Maranhão


Segundo a família, a idosa sofria de problemas cardíacos, tomava remédios e levava uma vida normal. Na semana passada, começou a sentir sintomas semelhantes aos do novo coronavírus. No entanto, a família não encontrou leitos disponíveis no Hospital Macrorregional, referência no tratamento da Covid-19 na região.

Por isso, Rosa Maria ficou quatro dias internada no Hospital Municipal de Santa Inês em um leito comum, mesmo, segundo a família, apresentar os principais sintomas da doença. A Secretaria Municipal de Saúde de Santa Inês disse que vai investigar os procedimentos que foram adotados no caso da idosa.

Ficar em casa é importante porque, segundo as autoridades de saúde, é a única maneira mais eficaz no momento para frear o aumento repentino no número de casos, o que poderia causar um colapso no sistema de saúde pela falta de leitos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Um colapso causaria a diminuição drástica da capacidade do sistema de saúde em cuidar dos pacientes, o que aumenta a chance de óbitos por Covid-19 e também por outras doenças.

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.



Ir para fonte da informação