in

Estudante de 17 anos cria impressora 3D e produz protetores faciais em Araraquara | São Carlos e Araraquara


A cidade tem 117 casos da doença, segundo boletim do Comitê de Contingência do Coronavírus divulgado no sábado (9).

Segundo Arthur Ribeiro Costa, a ideia surgiu a partir da necessidade de acelerar seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O rapaz tem 17 anos e faz curso técnico em mecânica, junto ao ensino médio.

Costa mora com os pais no Vale do Sol e sempre estudou na rede pública. Para ele, tem sido uma ótima experiência ajudar nesse momento crítico. “Usar o conhecimento para ajudar o próximo é muito bacana”, disse.

A impressora foi construída com materiais recicláveis e o estudante a produziu sozinho. O objetivo é utilizá-la para ajudar no combate à pandemia.

Para produzir os protetores, o estudante utiliza o PLA, um plástico biodegradável. “Eu comprei o primeiro rolo do material e, depois, recebi uma doação do meu professor”, disse.

Segundo ele, cada item demora cerca de 66 minutos para ser produzido. Até o momento, já foram impressos 64 protetores, que foram doados à prefeitura do município para serem distribuídos.

O estudante ainda afirmou que pretende continuar com o projeto e ajudar ainda mais pessoas. “Minha meta é fazer o máximo que eu conseguir produzir na minha impressora”, disse.

*Sob supervisão de Fabio Rodrigues, do G1 São Carlos e Araraquara.

*Com informações do ACidadeON/Araraquara



Ir para fonte da informação