in

Cardoso Moreira, RJ, torna uso de máscara obrigatório após confirmar primeiro caso de coronavírus | Norte Fluminense


A Prefeitura de Cardoso Moreira, no Norte Fluminense, tornou obrigatório o uso de máscaras de proteção nas ruas da cidade após confirmar o primeiro caso de coronavírus. O caso foi confirmado no boletim epidemiológico municipal desta última segunda-feira (4). A medida entra em vigor nesta quarte-feira (6).

De acordo o documento, o uso de máscaras é obrigatório para toda a população. Os motoristas de caminhão e seus ajudantes que entrarem em Cardoso Moreira para fazer entregas de mercadorias também deverão estar utilizando máscara.

Ainda segundo o decreto, permanecem suspensos o transporte coletivo municipal, e a entrada e circulação de linhas intermunicipais e interestaduais de ônibus, vans e congêneres, no município.

O transporte realizado por táxi deverá restringir o número de passageiros a 2 por corrida e trafegar com os vidros abertos, devendo o motorista fazer uso de máscara.

O decreto também dispões sobre as limitações de acesso em velórios durante a pandemia. Estão autorizadas o máximo de 5 pessoas por vez, no ambiente em que esteja ocorrendo o velório, não podendo ser superior a 10 o número de pessoas no local. Ainda segundo documento, os velórios só poderão ser realizados no próprio cemitério. Limite que também corresponde ao número de pessoas permitido em templos e igrejas.

Diferente de boa parte dos municípios do estado do Rio, Cardoso Moreira segue permitindo a abertura do comércio não essencial. O decreto estabelece apenas que os clientes devem entrar de dois em dois e os funcionários devem fazer a higienização periódica das mãos, balcões e caixas com gel antisséptico 70%, e utilizar máscaras de proteção.

Todos os estabelecimentos comerciais também são obrigados a disponibilizar aos clientes e frequentadores os itens de higienização das mãos recomendados pelas autoridades de saúde, tais como: pia com água, sabão, papel toalha e álcool em gel 70%.

De acordo com a Prefeitura, a Vigilância Sanitária, a Defesa Civil, a Guarda Municipal e a Fiscalização de Posturas do Município, serão responsáveis por intensificar a fiscalização de cumprimento das medidas de combate a disseminação da infecção do novo coronavírus.

O decreto é válido por 15 dias e pode ser prorrogado, se houver necessidade.

No boletim epidemiológico desta segunda, a Prefeitura informou que o caso de Covid-19 confirmado encontra-se devidamente isolado, seguindo todos os protocolos orientados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Ainda segundo o município, os familiares mais próximos e pessoas que tiveram contato nos últimos dias com o paciente entraram para a relação dos casos suspeitos, e encontram-se, assim como o infectado, devidamente isolados, seguindo os mesmos protocolos.

“Informamos que a melhor maneira de prevenir a COVID-19 é o ISOLAMENTO SOCIAL. Por isso, insistimos para que as pessoas fiquem em casa. Não é hora para reuniões sociais, almoços ou jantares com amigos ou familiares. Cada um deve permanecer em contato somente com as pessoas da sua própria casa”, alertou o governo municipal.

Cardoso Moreira tem 24 suspeitos da doença, sendo um deles um óbito.



Ir para fonte da informação